Ouça Orli Ricardo

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Delegado conta detalhes da Operação em Erval Velho

Dr. Thiago trabalha com a hipótese de latrocínio no caso
De acordo com o Delegado, um suspeito continua foragido
O Delegado Regional de Campos Novos, Dr. Thiago Reis em coletiva de imprensa concedida na tarde desta sexta-feira, 08/02, trouxe novas informações da operação realizada por agentes da Polícia Civil durante a quinta e sexta-feira no município de Erval Velho. A polícia trabalha com a tese de latrocínio, uma vez que o veículo encontrado incendiado estava sem as rodas e aparelho de som, e cujo proprietário está desaparecido.

Conforme o delegado as investigações se iniciaram após um veículo Citröen C3 ser encontrado incendiado e sem alguns objetos às margens da BR 470 na madrugada de quinta-feira, 07/02. O proprietário do automóvel foi identificado, Cleiton Padilha, 21 anos, porém não localizado. A partir deste momento a Polícia começou a tratar o caso como desaparecimento, no entanto, diante dos depoimentos de familiares da vítima o fato tomou novos caminhos, o de um possível latrocínio.

Familiares do jovem desaparecido comentaram que os seus primos (Adelir e Vilson) teriam sido as últimas pessoas a estarem com ele, na noite dos fatos, tornando-se assim, os principais suspeitos. “Os familiares contam que no dia dos fatos eles estavam indo no Fórum para assinar um livro e dali eles apanharam o primo e passaram num prostíbulo, antes de desencadear os demais fatos”, afirma Thiago Reis.

Em busca de informações do caso, agentes da Polícia Civil se deslocaram até Erval Velho, onde estariam os primos da vítima. Logo após localizarem um dos suspeitos, Vilson Valter, 20 anos, durante conversa, os policiais notaram que um veículo Gol apresentava sinais de sangue e que no porta-malas do automóvel encontrava-se um cachorro (possivelmente para eliminar provas). Neste momento o rapaz empreendeu fuga se infiltrando no matagal.

Chegando à residência de Vilson, os policiais encontraram mais dois primos da vítima. Neste momento, Adelir Valter, 29 anos, também fugiu do local adentrando a mata. Diante dos fatos os agentes da Polícia Civil e Militar, numa ação conjunta, se dividiram em dois grupos em busca dos dois foragidos.

Durante as buscas, já no início da noite de quinta, o Policial Daniel Rocha foi atingido por dois disparos acidentais dos próprios colegas. Ele foi encaminhado com ferimentos nas pernas ao Hospital Universitário Santa Terezinha de Joaçaba, de onde já foi liberado nesta manhã de sexta-feira.

Prisão

A Polícia Militar de Erval Velho prendeu no início da tarde desta sexta-feira, 08/02, Vilson Valter, de 20 anos, suspeito de latrocínio (roubo seguido de morte). Segundo o Sargento Juliano de Erval Velho, após receber uma ligação do quartel de Herval d’ Oeste, a viatura da PM se deslocou até as proximidades da Comunidade Salto do Rio Leão. Por volta das 13h conseguiu localizar o suspeito em sua residência, onde o mesmo recebeu a voz de prisão.

Com a captura de Vilson, o delegado Thiago acredita que ele possa colaborar para o encontro do corpo. “Ficamos com esperança que a pessoa esteja apenas desaparecida, mas as condições infelizmente são contrárias”, afirmou Dr. Thiago.

Ainda segundo o delegado, os envolvidos no crime foram presos em flagrante há algum tempo com drogas. O envolvimento com estas substâncias podem reforçar a hipótese de latrocínio.

Segundo o Delegado Thiago, os peritos do IGP coletaram o material genético do veículo e farão o confronto com o material genético dos pais dos envolvidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

No seu rádio