Ouça Orli Ricardo

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Delegado dá detalhes do Golpe do Bilhete Premiado ocorrido em Campos Novos

Vítima foi persuadida a repassar R$ 25 mil
Dr. Kleverson orienta para que estas informações sejam repassadas a fim de evitar novos golpes
Uma senhora de 67 anos, moradora de campos Novos, foi vítima do crime de estelionato conhecido como “Golpe do Bilhete Premiado”. O fato aconteceu na manhã de quinta-feira, 22/11, por volta das 10h30, próximo ao centro da cidade.

De acordo com o Delegado Kleverson Parmezan, da DPCO, da Polícia Civil, a vítima foi abordada por um homem de estatura média, cabelo preto, que vestia trajes humildes, calça de cor azul, e aparentava ser pessoa simples e desinformada. O mesmo se aproximou da idosa relatando que estaria com um bilhete da “Mega Sena” premiado no valor de R$ 900.000,00 e que uma pessoa estaria o esperando em frente ao Banco Bradesco a fim de ajudá-lo a resgatar o prêmio, pois alegou que não tinha conhecimento de como realizar a retirada do valor e caso não fizesse imediatamente iria perder o prêmio.

Nesse momento um segundo indivíduo, “gordinho”, chegou ao local, se identificando como REZENDE e questionou o que estaria acontecendo. Neste momento o homem repetiu os fatos ao segundo elemento, sendo que este falou que já teria trabalhado na Caixa Econômica Federal e, alertou que a pessoa que estava esperando em frente ao Bradesco certamente estaria preparando um golpe.

O indivíduo “gordinho” disse que iria ajudar o primeiro criminoso, sendo que este propôs que, caso fosse ajudado, daria parte do prêmio como agradecimento. Desta forma, os dois comparsas iludiram a vítima a acreditar e a participar no esquema.

O “gordinho” no intuito em dar credibilidade no que dizia chegou a simular um telefone a Caixa Econômica Federal alegando que estaria obtendo informação sobre a veracidade do prêmio, valores e numeração do bilhete, fazendo a vítima confiar na palavra dele.

Todavia, o primeiro bandido de estatura mediana exigiu certo valor em dinheiro como forma de garantia, propondo que depois do resgate do prêmio iria devolver o valor em dobro. Assim, os dois estelionatários, juntamente com a vítima, saíram num veículo FORD/KA, cor preta, e foram até um local onde “gordinho” pegou certa quantia em dinheiro e fingiu entregar para o primeiro elemento, fazendo com que a vítima acreditasse na proposta dos agentes.

Os criminosos levaram a vítima até um banco da cidade de onde sacou o valor de R$ 25 mil a fim de dar como garantia aos masculinos. Os funcionários do banco desconfiaram, porém, a vítima, instruída pelos agentes, alegou que seria para pagar uma cirurgia de um ente familiar que estaria no hospital.

Não satisfeitos, os masculinos exigiram mais R$ 10 mil como garantia, levando a vítima a outro Banco para sacar o dinheiro, entretanto, não obtiveram êxito. Os masculinos ficaram na posse do valor de R$ 25 mil a pretexto de conferir o valor, enquanto a vítima fosse ao outro banco na tentativa de sacar o segundo valor exigido.

Desta forma, os indivíduos disseram que iriam até a Caixa Econômica Federal retirar o prêmio, porém, um deles simulou estar passando mal, sendo que pararam próximo a uma farmácia da cidade e entregaram R$ 10,00 à vítima para que ela fosse comprar um remédio. A vítima, acreditando na idoneidade dos autores se dirigiu até a farmácia, todavia, quando retornou ao veículo os masculinos já haviam evadido do local com o dinheiro da vítima, totalizando R$ 25 mil.

A Polícia Civil de Campos Novos (SC) está apurando os fatos e identificação dos autores e as informações serão mantidas em sigilo a fim de não atrapalhar as investigações.

Delegado Kleverson orienta as pessoas que repassem estas informações para que não haja futuras vítimas. “Solicitamos que informe os familiares e conhecidos sobre esse golpe, inclusive os mais idosos, os quais são alvos constantes de bandidos que praticam golpe dessa natureza”, concluiu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

No seu rádio