Ouça Orli Ricardo

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Número de divórcios dobra nos últimos 10 anos em todo o Brasil


Dados foram divulgados no censo 2010 do IBGE

União consensual subiu 28,6% para 36,4% entre 2000 e 2010
Dados do Censo 2010, divulgados na manhã desta quarta-feira, 17/10, pelo Instituto Brasileiro de Geográfica e Estatística (IBGE), apresentam mudanças nas formas de relacionamento dos brasileiros. Em 10 anos, dobrou o número de divorciados, diminuíram os casamentos religiosos e civis e mais famílias optaram por não ter filhos.

Os números são resultados finais e consolidados do censo de 2010 com temas novos, como a união entre pessoas do mesmo sexo, saneamento básico e coleta de lixo. Os números focam cinco temas: perfil das uniões conjugais, fecundidade, migração, famílias e domicílios.

Começando pelos casamentos, o censo revela que o número de uniões consensuais, aquelas sem casamento formal no cartório ou na igreja, subiu 28,6% para 36,4% entre 2000 e 2010.

Na hora de escolher os parceiros, 69,3% dos brasileiros respondem ao IBGE que escolhem pessoas da mesma cor ou raça.

Quanto à idade e preferências, a região Sudeste é onde os homens casam mais tarde, por volta dos 26 anos e onde há o maior percentual de casais do mesmo sexo do país (52,6%).

Na onda das uniões informais, foi registrada a queda no percentual de casamento civil e religioso que passou de 49,4% em 2000 para 42,9% 2010 (civil) e no religioso de 4,4% para 3,4%.

O perfil das uniões reflete como estão os solteiros. Eles representam mais da metade da população (55,3%), subindo 0,5 ponto percentual em relação a 2000 (54,8%). O número de casados caiu de 37,0% para 34,8%.

Já o percentual de divorciados praticamente dobrou, passando de 1,7%, em 2000, para 3,1% em 2010. O grupo de desquitados ou separados caiu de 1,9% para 1,7%. Os Estados campeões em divórcio são: Rio de Janeiro (4,1%), Mato Grosso do Sul (4,1%) e Distrito Federal (4,2%) e o menor percentual de solteiro está no Maranhão com 1,2%.

//
Fonte: Diário Catarinense

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

No seu rádio