Ouça Orli Ricardo

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Seleção encara Argentina na primeira partida no Superclássico das Américas


Mano Meneses vai apostar no entrosamento dos clubes

Mano conversa com o trio ofensivo (Foto: Mowa Press)
Goiânia será palco da primeira partida entre Brasil e Argentina pelo Superclássico das Américas. Serão dois jogos, o primeiro em território brasileiro, e o segundo na cidade de Resistência - ARG na semana que vem. Para estas duas partidas os técnicos de ambas as seleções só poderão contar com jogadores que atuam nos respectivos países.

Pelo lado do Brasil, todos os jogadores convocados atuam no país, já na seleção Argentina, quatro dos 23 convocados defendem clubes brasileiros são eles: Guiñazu do Internacional, Montillo do Cruzeiro, Barcos do Palmeiras e Martinez do Corinthians.

A seleção brasileira, no entanto, apesar de não poder contar com os jogadores que atuam na Europa, vem com nomes importantes para o confronto. Mano Meneses para o primeiro duelo resolveu apostar no entrosamento dos clubes. Liderados por Neymar do Santos, Lucas, Luiz Fabiano e Jadson do São Paulo completam um quarteto de respeito na frente, enquanto na parte defensiva, os nomes dos corintianos Ralf, Paulinho e Fábio Santos tentam segurar as pontas lá atrás.

O primeiro jogo do Superclássico das Américas será nesta quarta-feira, com início às 10 horas da noite.

Opinião

Desde a última Copa, Fabuloso não jogava pela seleção
O duelo entre Brasil e Argentina independente de qual seja o esporte, sempre terá a rivalidade digna de Brasil e Argentina. Concordo com alguns colegas de profissão que julgam ser um exagero a expressão “Superclássico”, por se tratar de um jogo que não vale absolutamente nada em termos de títulos, porém, em termos financeiros e, sobretudo, para o futuro do Brasil mirando a próxima Copa do Mundo vale muito.

A principal questão relevante chama-se ataque da seleção. No futebol internacional temos diversos nomes brasileiros que se destacam: Thiago Silva, Marcelo, Daniel Alves, David Luiz, Ramires... mas pêra ai?! Todos eles atuam na parte defensiva! Alguma coisa está errada com o futebol pentacampeão mundial, que se consagrou com nomes como Pelé, Ronaldo e Romário.

Depois de alguns anos, as esperanças de gols na seleção estão voltadas ao cenário local. Neymar, Lucas e Leandro Damião – mesmo os três podendo estar com os dias contados por aqui – e Luis Fabiano surgem como as prováveis soluções para a próxima Copa. E este último, no “SUPERCLÁSSICO” (merece caixa alta?) das Américas, vai ganhar a sua primeira oportunidade na Era Mano Meneses.

Luiz Fabiano apesar dos pesares – continua meio esquentadinho – é o cara que resolve. Independente do jogo ele briga, luta, e faz gol. O atacante do São Paulo, para a partida desta noite entrará na vaga Leandro Damião, que andou perdendo pontos no seu clube, o Internacional. O próprio técnico colorado, Fernandão, declarou após o último jogo do Brasileiro que, alguns jogadores, inclusive o Damião, não estariam se doando em campo como o habitual.

Pelo sim ou pelo não, a verdade é que Mano preferiu para o jogo contra a ARGENTINA (essa merece mesmo caixa alta) em Goiânia aquele que está quente, ao inverso de Damião, que se não ativar o 220 logo e resolver jogar bola no Inter, corre o risco de entrar numa fria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

No seu rádio