Ouça Orli Ricardo

quinta-feira, 2 de agosto de 2012

Colegas do rapaz assassinado com o tiro na nuca relatam detalhes do ocorrido


Na manhã desta quinta-feira, 02/08, os colegas de Giovani Pinheiro, de 17 anos, (vítima de um assassinato na noite da última quarta-feira), que estavam com ele no momento do crime foram ouvidos informalmente pelo Delegado de Campos Novos, Kléverson Parmezan. De acordo com os relatos dos jovens, no momento do homicídio, eles estavam reunidos na calçada, quando três homens, dois deles armados, desembarcaram de um Veículo Citroën Prata e pediram por uma pessoa. Após uma breve conversa, Giovani se retirou do local indo em direção a sua residência, foi quando os criminosos começaram a efetuar vários disparos.

Segundo o Agente Dalmolin da DIC (Divisão de Investigação Criminal) de Campos Novos, foram encontrados seis projéteis de revólver no local do crime, sendo que os mesmos estavam muito danificados impedindo a identificação da origem da arma. Uma das balas atingiu fatalmente a nuca do jovem que morreu no local.

A Polícia Civil está investigando o caso e levanta algumas suspeitas que podem ter motivado o crime, como acerto de conta ou algum envolvimento com drogas.  Outra possibilidade que ganha força nas investigações está na hipótese do jovem ter sido confundido e morto por engano.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

No seu rádio