Ouça Orli Ricardo

quarta-feira, 16 de março de 2011

Homenagem Póstuma à Advogada Marlene de Negri

 Marlene de Negre ficará eternamente na lembrança de Campos Novos. Sem dúvida uma figura emblemática da história local. Juntamente com Sua irmã Maria de Negre foram os ícones da beleza camponovense, título esse, que ostentaram por muitos anos. A idade chegou, alguns traços mudaram, no entanto o encantamento mantinha-se intacto. O lugar não importava, onde quer que fosse, se a dupla estivesse presente não havia mais lugar para tristeza, o território era dominado pelo bom humor e o carisma de ambas.

  Referência para os mais jovens, até mesmo pela profissão que optou, Marlene tinha postura firme, em algumas situações era extremamente perfeccionista. Em 2009, foi homenageada pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) com o Jubilamento, marca dos profissionais que completam 20 anos de exercício profissional e 70 anos de idade ou 45 anos de contribuição. Foi uma forma de homenagear a participação dos profissionais no engrandecimento e dignificação da advocacia ao longo de sua atividade de advogar.

    Nossos agradecimentos por tudo que Marlene Gabrielli Josephina Maria Eliza Itália de Negri fez por Campos Novos, que descanse na Paz de Deus.

 Marlene faleceu hoje  pela manhã (16/03) no Hospital Dr. José Athanásio, em Campos Novos. O corpo está sendo velado na capela 2 da Funerária Frei Rogério.

Um comentário:

  1. Hoje,13/06/11, prá mim é um dia triste!
    Recebi um pps mostrando Granada, na Espanha e como fundo a música do mesmo nome, executada ao violão por Paco de Lucia. A primeira pessoa que lembrei foi a inesquecível Marlene de Negri, uma das minhas professoras do antigo Grupo Escolar "Gustavo Richard" que já não existe mais! Lembrei de Marlene porque foi ela que ensinou a mim e a todos os demais alunos a apreciar "Granada", de Augustin Lara. À eterna Marlene a eterna música de Augustin no seu eterno repouso!

    ResponderExcluir

comente aqui

No seu rádio