Ouça Orli Ricardo

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Moacyr Abre o Jogo num Bate Papo Franco


Na noite dessa quarta-feira, 15, o Auditório Afonso Dresh se encheu de luz. Uma luz especial que não era decoração, ou qualquer outro artifício. Ia além. Tratava-se da estrela Moacyr Franco, um dos mais completos artistas que o Brasil já viu.
Por tudo o que fez, Moacyr se tornou uma figura emblemática na comunicação brasileira. Embora sua carreira e sua vida pública tenha tanto destaque na mídia, poucos sabem das inúmeras situações adversas que passou. E foi com esse intuito, de relatar as curiosidades e fatos desconhecidos, que Moacyr Franco esteve na Unoesc com a Palestra Show “Comunicação e Criatividade”.
O Moacyr que todos conhecem, aquele homem que canta e encanta, que faz rir, é o mesmo que se emociona e faz chorar.
O público que esteve presente ontem na Semana da Comunicação pode testemunhar o espírito brilhante de um autêntico guerreiro, que jamais desistiu de seus ideais. Em contrapartida, Moacyr revelou o seu lado frágil de criança, que teme o futuro, que se sente desprotegido, que chora.
Moacyr Franco começou sua carreira nos anos 60 no programa Praça da Alegria com o personagem “Mendigo”. Auxiliado pelos amigos da época, consegue emplacar o bordão “Me Dá Um Dinheiro Aí” que mais tarde se tornaria marchinha de carnaval.
Daí em diante não parou mais. Trabalhou com diversos ícones do humor brasileiro, como Ronald Golias e Chico Anísio, o qual acredita ser o maior humorista de todos os tempos.
Mas nem só de conquistas é feita a vida profissional de Moacyr Franco. Sua carreira é constituída de altos e baixos, mais altos é bem verdade. No entanto, durante um período de vacas magras, Moacyr viu de frente a depressão, mas como num passe de mágica reconquistou a confiança quando viu uma de suas obras conquistar o Brasil. “Seu Amor ainda é tudo” de sua autoria estourou nas vozes de João Mineiro e Marciano. O Álbum que teve mais de 2 milhões de cópias vendidas em todo o país, reestruturou o artista que voltou a sorrir.
Por falar em música, Moacyr têm ainda diversos clássicos espalhados pelo Brasil. Sucessos como e “Ainda Ontem Chorei de Saudade”, “Incêndio no Canavial” e “Tudo vira Bosta” na voz da roqueira Rita Lee. Ele revela ainda que muitas de suas produções são fruto de relacionamentos amorosos, que não foram poucos.
Hoje Moacyr Franco roda o País. Faz shows assim como nos tempos da caravana (décadas de 70 e 80). Já foi casado 5 vezes e alguns de seus filhos seguem os seus passos, atuando na música e na TV.
No final do evento, após ter encantado a todos, Moacyr Franco distribuiu autógrafos e tirou fotos com o público.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

comente aqui

No seu rádio